SUCESSO E FRACASSO


Lhe desejo intensamente a Paz!

O ser humano passa a vida oscilando entre dois pólos conhecidos como sucesso e fracasso. No entanto, mesmo sabendo que é assim, ilude-se, em determinados momentos, pensando ser possível viver o tempo todo num único pólo.
Assim, quando alcançamos o sucesso nos negócios, no campo amoroso ou se obtemos certo prestígio social, proclamamos ao mundo que somos muito felizes. Nessa hora, sentimos que a vida é bela e acreditamos piamente que, dali em diante, iremos viver num mar de rosas.
Nos momentos de euforia, tendemos a esquecer que, em todos os campos de nossa vida, funciona a lei cósmica que o Yi-Ching, o grande livro de sabedoria chinesa, chama de “lei da alternância obrigatória entre o Yin e o Yang”, isto é, entre a subida e a descida ou entre a luz e as trevas e assim por diante.
Podemos tomar como exemplo o campo dos esportes: mesmo os melhores esportistas, verdadeiros gênios em suas modalidades, têm dias de fracasso; também as equipes mais qualificadas, num certo momento, passam por derrotas. Isso porque não é possível, neste universo, sermos aquinhoados apenas com o sucesso.
Por outro lado, quando algum setor de nossa vida vai mal, tendemos ao desespero, à amargura, a nos revoltarmos contra tudo e contra todos, até mesmo contra Deus. Se os períodos em que atravessamos esses verdadeiros desertos pessoais forem muito longos, ficamos tão abatidos que nos sentimos derrotados para sempre. Isso porque, diante de nossa frustração, esquecemos completamente que não só homens, mas empresas e até mesmo países, derrotados num determinado momento, renasceram das cinzas e acabaram superando todas as dificuldades.
Qual seria, então, o segredo para podermos lidar com o sucesso e o fracasso de maneira justa? O segredo está na palavra “Equanimidade” que literalmente significa “igualdade de ânimo” e que é sinônimo de Calma, Serenidade e Moderação.
A pessoa equânime mantém-se sorridente diante do sucesso ou do fracasso. Os mais apressados provavelmente dirão que isso é impossível ou, pelo menos, muito difícil. Nós diríamos que pode ser difícil, mas não impossível! Se compreendermos o segredo do ser humano equânime, talvez fique claro que viver a vida sorrindo não é tão difícil assim. Equânime é todo aquele que compreende, em sua intuição mais profunda, que lhe cabe fazer, da melhor maneira possível, aquilo que lhe compete, sabendo que o fracasso ou o sucesso não dependem exclusivamente de seus esforços, mas de um mecanismo cósmico muito maior que suas iniciativas pessoais.
Compreende ainda que é o mesmo Criador que nos envia “derrotas” e “vitórias”, no intuito de nos ensinar alguma coisa. Quando nos premia com o “sucesso”, coloca nele uma armadilha que podemos chamar de auto-importância ou de arrogância; quando nos envia o “fracasso”, oferece-nos a oportunidade de abrirmos os olhos para os nossos descuidos e limitações.
Temos, pois, que aprender a perceber, tanto na “derrota” quanto na vitória, a mão do Divino Arquiteto, visando unicamente auxiliar-nos em nossa evolução pessoal.

Abraços energéticos de luz, amor e paz!
Por Ronaldo Adonai