MITOLOGIA NÓRDICA



9 LIÇÕES DE VIDA que aprendi em NOVA ACRÓPOLE



A professora Lúcia Helena Galvão enumera 9 IMPORTANTES LIÇÕES DE VIDA que aprendeu em NOVA ACRÓPOLE, que foram ferramentas muito úteis para sua auto-construção e auto-aperfeiçoamento. Nova Acrópole é uma organização filosófica presente em mais de 50 países desde 1957, e tem por objetivo desenvolver em cada ser humano aquilo que tem de melhor, por meio da Filosofia, da Cultura e do Voluntariado. Siga-nos: www.acropolis.org (Internacional) www.acropole.org.br (Brasil - Centro-Oeste, Norte e Nordeste, exceto Bahia) www.nova-acropole.org.br (Brasil - Sul, Sudeste e Bahia) www.facebook.com/NovaAcropoleBrasil

INSPIRAÇÃO

INSPIRAÇÃO.

Utopia ou poesia:?
Querer abraçar o mundo com carinho!
E sentir se impotente diante deste querer...o mundo é tão grande!
Querer abraçar o mundo com este carinho!
E participar em ajuda-lo a ser ao menos um pouco melhor!
Como isto pode ser?
Neste momento observo  um jovem casal sonhador  com uma criança de mãos dadas..
Inspiração!
Irradiantes...também irradiam ao meu coração! 
Eles sonham e se amam...há luz em suas caminhadas..
Cada vez q observo uma idosa a sua maneira ...querendo abraçar assim o mundo também em cuidados e ternos sorrisos..e mansidão no olhar!
Lentamente caminhando e ainda assim sempre pronta a quem chegar!
Cada vez q percebo um jovem alucinado pelas drogas...pela vaidade e ilusões do mundo.. .ah!como poderia impedir q assim fosse?impotente...também o quero abraçar!
Quanta tristeza existe neste querer...por tantas vezes por seu próprio inequívoco arbítrio...assim não poder ser! 
Cada vez q vejo as flores se abrirem.. em cores tantas!perfumes tantos!
E um animal se apresentar cada qual com sua essência tão peculiar :.gatos ..cães ..pássaros...!ah quantos  encantos!
Por vezes amigos se reunindo para piadas e sorrisos ...outras  para a dolorosa despedida em prantos...
Toda vez q vejo homens, mulheres que vão e vem ...que vem e vão....
Incertezas dos caminhos ..um ir e vir que não tem fim....
As belezas e também tristezas  da vida assim se apresentam a mim...
Sonhos!suor!esperanças! Labor!Não permitem a Solidão!
Entardecer...crepúsculo!Eternidade!
Ah! Toda vez q entardece quero abraçar o mundo em nostalgia tamanha...!
Como pode ser tão lindo assim ver e sentir o pôr do sol?!
Silêncio no grito!...Reflexão...!
Ah! Querer abraçar a humanidade!
Quanta pretensão! 
Reles mortal aprendiz e errante!
Porém seria pretensão se é inerente ao ser humano amar! ?
Então o ser humano é também tão grande quanto o mundo!
E Quanto a sua capacidade de compreender!
Quão grande pode vir à SER!
Remeto me a lembrança de crianças hoje já crescidas q perguntavam quando eu dizia " te amo!" 
"Do tamanho de que? Do céu?"indagavam...
E eu respondia:" Não!muito!muito maior!"
E elas sorriam como se pudessem dimensionar o que é ainda maior q o céu!
Penso q elas podiam sim...todas crianças podem...
Depois crescem e insistem em esquecer!
Cobrem-lhe a lembrança como um véu!
Então quando quero abraçar o mundo..o tempo todo assim em acalantos e sentimentos tantos!
então somente então...como criança..consigo verdadeiramente me lembrar!
E neste ínterim consigo também de fato abraçar!
E dentro de mim se expande e ali encontro o mundo inteiro a me envolver e a me dizer.. ..sim...nasceste para amar!
Continuo ainda observando o jovem casal repleto  de sonhos q segue com o menino pelas mãos..
E permanece a Doce Inspiração!
E aí me lembro dos olhos...do olhar de minha mãe...
Lembro do olhar de todas as mães!
Porque no olhar de todas elas está contido  tudo q há de mais sublime e Belo no mundo ...
e posso ouvir repetir...
Do tamanho do céu?"Não!muito!muito maior!"
Então tudo torna-se em poesia.
Inclusive a saudade.
Somos seres humanos  em evolução e expansão espiritual e isto por si só é imensa poesia....
A automação do dia a dia..não seja capaz de obstruir...sua percepção... 
Pela falta de atenção!
Na automação do cotidiano.. .
 Ainda se professe a Sagrada poesia do que é  SER e ESTAR Humano!
Doce e Profunda Realidade!
Em abraçando o mundo!
Rebento:
Fraternidade!""
(Ronita Eliane em 17 de março de 2018).