O CABOCLO DAQUI...

Observação:
Este Blog/ Força das Matas pertence à Ronita Eliane.
Todos os demais sites mencionados,são indicações deste blog/aos seguidores e visitantes.





JESUS,O GOVERNADOR DO MUNDO!!!

JESUS,O GOVERNADOR DO MUNDO!!!

Marcadores

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

domingo, 28 de novembro de 2010

CLARICE LISPECTOR/AS VANTAGENS DE SER BOBO

OYÁ (MARIA BETANIA)

"Para onde vai a minha vida e quem a leva?
Porque eu faço sempre o que não queria?
Que destino contínuo se passa em mim na treva?
Que parte de mim, que eu desconheço, é que me guia?"

Senhora das nuvens de chumbo

Senhora do mundo dentro de mim
Rainha dos raios, rainha dos raios
 


Rainha dos raios, tempo bom, tempo ruim
Senhora das chuvas de junho
Senhora de tudo dentro de mim
Rainha dos raios, rainha dos raios
Rainha dos raios, tempo bom, tempo ruim
Eu sou o céu para as tuas tempestades
Um céu partido ao meio no meio da tarde
Eu sou um céu para as tuas tempestades
Deusa pagã dos relâmpagos
Das chuvas de todo ano
Dentro de mim, dentro de mim

AS QUEDAS DOS MÉDIUNS

As quedas dos médiuns

Os médiuns na Umbanda e em outras correntes, também, costumam cair ou baquear por três coisas: (1) Excesso de vaidade; (2) Ambição pelo dinheiro fácil facultado pelo mau uso da mediunidade; e (3) Sexo, ou seja, ligações amorosas nas dependências do terreiro.

Temos observado, verificado mesmo, que muitos médiuns dentro do 1º e 2º caso, costumam voltar à linha justa, depois de convenientemente disciplinados pelos seus protetores. Para uns, apenas alguns trancos duros os consertam; para outros, faz-se necessário severos castigos etc, para se reintegrarem e finalmente receberem o perdão, visto terem deixado de lado tanta vaidade oca e prejudicial e tanta ambição pelo dinheiro fácil, “do santo”…

Porém, no 3º caso, o perdão – salvo condições excepcionalíssimas – é difícil, é raro… Quando, por via das condições excepcionais em que conateceu o erro, alguns têm sido perdoados de consequências maiores, mas uma coisa é certa: – geralmente são abandonados pelos seus protetores, isto é “o caboclo, o preto-velho” não volta ao exercício mediúnico com eles – os médiuns que decaíram pelo sensualismo, pelo desrespeito às coisas espirituais de seus Terreiros ou de seus “congás” e, portanto, sagradas…

Não adianta a esses tais “médiuns-decaídos” quererem empurrar teimosamente, nos outros, “o seu caboclo , o seu preto-velho”… Uma mancha negra persegue-os, não se apaga, ninguém se esquece do caso e, no fundo, ninguém acredita neles e mesmo os de muita boa vontade, acabam sempre duvidando de suas “mediunidades, de seus protetores etc”…

Sabemos que a maior regra, a maior força que existe para um médium segurar por toda sua vida terrena a proteção de suas entidades afins, é a sua conduta reta em todos os setores, é a sua MORAL, especialmente no seio familiar…


Fonte:
Umbanda
http://umbanda.wordpress.com/

sábado, 27 de novembro de 2010

SR TRANCA RUA DAS ENCRUZILHADAS


ORAÇÃO A GUARDIÃO TRANCA RUA DA ENCRUZILHADA

''SR. TRANCA RUA DA ENCRUZILHADA,GUARDIÃO DE MEUS CAMINHOS,E TRABALHOS MEDIÚNICOS...
LALORYE,FORTE,DESTEMIDO,ÁUSTERO,GRANDE
E CERTEIRO EM TUDO QUE DIZ E FAZ...O QUE ME OUVE EM MEU SILENCIO,E ME RESPONDE,NA MINHA PAZ!E NA MINHA GUERRA,ME ORIENTA,E ME DIRECIONA,ME CORRIGE,ATÉ QUE EU COMPREENDA,E QUANDO COMPREENDO,GARGALHA,SATISFEITO!
TRANCA E DESTRANCA MEUS CAMINHOS,PAR QUE NÃO ME PERCA DELES...MEU AMIGO,QUE ME ENSINA,AINDA QUE RINDO OU CHORANDO,A SER UMA PESSOA MELHOR...EU AGRADEÇO,AGRADEÇO,AGRADEÇO...HUMILDE APRENDIZ DE SEUS MISTÉRIOS...ERGO MINHA CABEÇA,COMO ME ORDENASTES,UM DIA,E SIGO AVANTE!CONFIANTE!OBRIGADA,TRANCA RUA DA ENCRUZILHADA!
sua filha,
RONITA

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

MÃE IANSÃ/COMEMORA-SE SEU DIA 04 DE DEZEMBRO/


Quem é Yansã
É a senhora dos ventos, das tempestades. Como Orixá  altiva, poderosa, guerreira, Iansã tem a força que aplaca os raios e os trovões. É  valente e briguenta, não aceita ordens nem escuta desaforos.
É independente, nunca se deixa dominar, só obedece a si própria. Seu temperamento, sensual e autoritário. É o único Orixá com poder para controlar a ação de espíritos negativos. Junto com  Omolú  é a dona dos cemitérios sua cor é o amarelo escuro , é sincretizada  com santa Barbara, festejada em 4 de dezembro. Seu dia na semana é segunda- feira , mas nas quartas-feiras também é cultuada, talvez por sua relação com Xango.
Iansã pode ser ligada ao arcano do tarô a Imperatriz, ela representa como Orixá, a mulher que pode governar dentro da realidade terrena, ligando o espírito com a carne. Esse arcano sugere uma ligação espiritual pelo emblema da águia no escudo que carrega. A conotação material é maior que a espiritual, pois o arcano traz entre outros significados, a mensagem das riquezas  e da fartura como forma de contentar o espírito. Na mitologia grega esse Orixá é representado por Juno ou Hera, deusa combativa da guerra. A palavra chave de Iansã é oculto.
O Físico e o Temperamento
Os filhos de Iansã são como ela: livres e independentes, não dão nenhuma importância a opinião alheia . Amam a natureza, adoram viajar são extrovertidos e gostam de diversões.
Audaciosos, poderosos e autoritários como ela, os filhos deste Orixá não aceitam afrontas e encaram qualquer desafio prontamente. Sua atitude é geralmente brusca e eles tendem a intimidar seus rivais com uma violência verbal que não mede palavras. Nada fica por dizer ou fazer quando um filho de Iansã reage. Se não provocado, contudo , é uma pessoa capaz de ter um temperamento cordato e tranqüilo. A cólera de Iansã é igual a de seus filhos: violenta e assustadora,ela não suporta ser contrariada.
São ciumentos, não admitem  traição, mas são facilmente envolvidos em confusões sentimentais pois deixam-se seduzir por promessas e elogios. Numa união analisam sempre as vantagens materiais e tendem a escolher alguém com posição social e financeira acima dele.
Adoram  ser adulados, mas não se deixam levar por elogios falsos, pois sabem exatamente quais são seus defeitos e suas qualidades. Os filhos deste Orixá tem domínio invejável sobre sua personalidade. As restrições e limitações são vencidas com força de vontade férrea. Não há nada que eles  se decidam a fazer que não consigam, não há obstáculo capaz de dete-los, nem inimigo capaz de derruba-los. Os impedimentos serão superados, um a um, com determinação e capacidade. São vingativos com os desleais,com os fracos, os mentirosos e com os trapaceiros. São difíceis de perdoar e de serem complacentes, são rígidos em suas atitudes e inflexíveis em suas opiniões. Os olhos dos filhos de Iansã conseguem ver a alma das pessoas, pelo olhar eles  dominam  e conhecem  todos. Seus  corpos geralmente são fortes, emanando vitalidade e sensualidade. Não falam muito, não tem gestos bruscos, parecem totalmente equilibrados. Mas esta calma é superficial  e a qualquer momento pode vir uma tempestade pois por dentro eles estão em permanente ebulição.
A franqueza dos filhos de Iansã é sempre verdadeira, nunca dirão alguma coisa só para agradar. Seus elogios são verdadeiros, suas críticas são contundentes e suas opiniões diretas. Normalmente são adorados ou odiados. Corajosos não tem medo praticamente de nada, nem mesmo da morte, nas emergências consegue pensar com frieza e agir com rapidez, são dotados de profundo poder de observação, não há como manter nada escondido deles. Bem sucedidos nos estudos, porque tem auto-controle e aptidão para aprender com rapidez. São afetuosos e apaixonados , embora pouco o demonstrem. Os sonhos e pesadelos são quase uma constante para esses filhos. Na maturidade tendem  a desenvolver depressão e vão tentar  resolver sozinhos esse problema.
Amor e Casamento
São amorosos e sensuais, querem alguém com temperamento educado, cortês, amável, encantador e romântico, que consiga equilibrar suas maneiras áridas. Uma companhia capaz de aparar as arestas que eles vão deixando pelo caminho, pacificadora e firme no controle das situações difíceis que eles criam. Esse alguém tem que saber se opor com firmeza aos excessos que os filhos de Iansã cometem, não deve ser muito dócil , o que lhes pareceria fraco, nem intimidador.
A paixão é a mola que impulsiona os filhos de Iansã, vão exigir de seus parceiros uma reputação e comportamento impecáveis, são extremamente fiéis e consideram a fidelidade um assunto muito sério. Há filhos de Iansã que experimentam de tudo antes de se resolverem a manter um relacionamento verdadeiro, são raros, e mesmo esses quando saem desta fase, consideram-se limpos, pois não permitem que sua alma seja poluída. O ciúme dos filhos de Iansã é terrível, é preciso muita coragem para enfrenta-lo. Sendo magoado ou traído não costuma manifestar seus sentimentos,disfarçando suas emoções através de um comportamento frio e distante.Casado será dedicado ao lar e a família. Todos tem que gostar do que ele gosta, ir onde ele vai. Este comportamento é muito sufocante, seus filhos mais tarde reagirão a tantas imposições.
São muito severos e exigentes na educação dos seus filhos, impostando rígida disciplina na infância, dosando com amor esta rigidez, o que fará com que seu valor seja reconhecido mais tarde  em fase adulta.
Poderão ter envolvimento com drogas na fase adulta, o que determinará o fim da relação, já que o seu temperamento explosivo fica incontrolável sob a ação do vício. Outro problema para manter a relação é a incompatibilidade sexual, pois se esse filho não encontrar em seu parceiro retribuição e constante satisfação dos seus desejos, tudo pode terminar.
Trabalho e Dinheiro
Tudo o que envolve criatividade e imaginação está indicado ao filho de Iansã. Sua capacidade de ganhar dinheiro é grande. Sabe lidar com finanças, pois embora goste de gastar dinheiro, sabe fazer crescer o que ganha com seu trabalho, seus investimentos produzem lucros e lhe garantem segurança. Atividade constante mantém o filho de Yansã saudável e tranqüilo , parado fica frustrado e deprimido ou impaciente e irritado. Para ele é essencial sentir-se produtivo.
Como patrão é exigente e motivador. Controla tudo detalhadamente e procura não deixar nada passar despercebido. È infatigável e exige de seus subordinados muita disposição para o trabalho. Não gosta de ser adulado mas quando o elogio é sincero se envaidece e fica secretamente feliz.
Como empregado é trabalhador, discreto e eficiente, leal a si próprio , seu objetivo é dar o que recebe pelo salário que lhe pagam, por isso se for bem pago produzirá muito, é competente com o que é de sua obrigação, não perde tempo desnecessáriamente , mas ficará em um determinado emprego enquanto lhe for conveniente.
Saúde
A saúde do filho de Yansa é boa, tem corpo forte e bem constituído , adoece por causa de trabalho pesado, depressão, melancolia ou por cometer excessos.
Seus pontos fracos são o útero e os ovários nas mulheres, a bexiga e a uretra nos homens. Sujeito a problemas no fígado que alteram sua disposição e os obrigam a se afastarem de determinados alimentos que gosta muito, mas seu poder de recuperação é surpreendente, é capaz de reverter um quadro de doença apenas usando sua força de vontade, a força de Yansã dá aos seus filhos o poder de curar o corpo através da mente.
Por causa de atividades físicas está sujeito a problemas nas pernas, tornozelos, costas, coluna e varizes. São vulneráveis a acidentes com fogo e explosivos e é na idade madura que ele corre o risco de descrer de si mesmo e de seus objetivos passados. É quando a depressão pode vitima-lo, a religião ou o redirecionamento do trabalho nesta fase poderá ajuda-lo servindo como antídoto para esses males.
O Homem de Yansã
Dotado de espírito extremamente forte é capaz de enfrentar tudo que o destino colocar em sua vida, dotado de olhos expressivos irradia uma personalidade determinada e de força positiva, amoroso, generoso, leal, capaz de emoções profundas mas, no entanto, é capaz de vingar cruelmente afrontas recebidas, tratar friamente quem mais ama, viver de forma egoísta e ter explosões violentas. Tem inata habilidade de lidar com o oculto, é místico e exotérico, está preparado espiritualmente a animar e controlar seus irmãos.
A Mulher de Yansã
Surpreendente pelos defeitos e qualidades que possui, ardente e leal, é uma mulher que nunca foi dominada, adora a liberdade e não admite perde-la, de temperamento forte precisa de suavidade em sua vida , só que as vezes confunde suavidade com fraqueza e sonhos com romantismo. É exigente e afetiva e transmite a seus filhos muita sabedoria. Quando estão infelizes tendem a dormir demais. Extremamente ciumenta e perspicaz, faz com que seja impossível dela se esconder qualquer coisa, descobre mentiras ou segredos como se adivinhasse, embora seja investigadora e curiosa descobre as coisas por intuição, um lampejo, uma idéia que lhe vem a mente e a ela basta ir lá e conferir.
Pode ser excelente médium , extremamente mística será atraída por religiões afins. A viuvez, as separações e as heranças estão presentes em sua vida como forma de liga-la a seu Orixá pois a morte e a regeneração são uma constante no destino de Yansã.
pesquisa no site 
http://www.terreirotioantonio.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=55&Itemid=73

MENSAGEM DE SANTA BÁRBARA/(VIDENTE MARCOS TADEU)

ANacareí, 6 de Dezembro de 2009
CAPELA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ/SP
CENÁCULO DA FESTA DE SANTA BÁRBARA
MENSAGEM DE SANTA BÁRBARA
COMUNICADA AO VIDENTE MARCOS TADEU
 (Marcos Tadeu) “-Para sempre sejam louvados Jesus, Maria e José!”
Santa Bárbara
SANTA BÁRBARA
 “-Amados irmãos Meus, Eu, Bárbara, serva do Senhor, Serva de Maria Santíssima, vos saúdo hoje e vos trago a Paz!
Amo-vos muito... Quero-vos tanto bem! Sou vossa protetora e protetora deste Lugar, deste Santuário que por Nós no Céu é mais amado do que todo o restante do mundo.  E defendo este Lugar e os que a ele vem rezar, já há muito tempo!
Quero ensinar-vos o verdadeiro Amor... Quero ensinar-vos a crescerdes no verdadeiro Amor pelo Senhor e por Maria Santíssima, todos os dias. De forma que vós um dia possais ser colhidos por Eles como uma bela e perfumada flor para o Paraíso...
Crescei cada dia no Amor de Deus... procurando sempre mais, escutar a Sua Voz, ou seja; conhecer os Seus desígnios que a vós são manifestados:
- em primeiro lugar nas Mensagens que o Céu aqui vos transmite;
- depois através da vossa oração profunda e da vossa vida interior de oração;
- e em terceiro, através dos acontecimentos que se dão na vossa vida, todos os dias, através dos quais Deus também vos indica o caminho que deveis seguir e os caminhos errados que deveis deixar...
Crescei no Amor de Deus... procurando cada dia mais, combaterdes os vossos defeitos, opondo a eles as virtudes contrárias a eles, para que assim; as vossas almas cada vez mais, possam sarar espiritualmente dos males que a adoecem, possam fortalecer-se cada dia mais através do exercício das virtudes e possam se tornar cada dia mais belas, mais agradáveis a Deus. E, sobretudo; possam dar ao Senhor uma maior alegria em meio a tantos e terríveis desgostos que os homens destes tempos, lhe causam todos os dias e que O fazem tantas vezes indignar-se contra este mundo, que traiu o Seu Amor, que voltou as costas a Ele e que conscientemente se rebelou contra a Sua Lei de Amor!
Crescei cada dia no Amor de Deus... procurando ao máximo possível para vós, vos desembaraçardes das coisas vãs que este mundo oferece e que tantas vezes, usurpam nos vossos corações o lugar que é devido somente ao Senhor. Para que assim, verdadeiramente livres interiormente, possais crescer sem obstáculo, nem demora alguma no caminho deste verdadeiro Amor...
A Deus... não importam as vossas falhas...
A Deus... não importam os vossos defeitos... Ele não vos exige que sejais isentos deles de início...
A Deus... importa apenas o verdadeiro Amor no coração e um firme desejo de ser só e unicamente Dele, de amar só e unicamente a Ele... e de cada dia mais; buscá-Lo, conhecê-Lo melhor, amá-Lo mais...
A Deus... não importa que façais incríveis façanhas, pois não é isso o que Ele pede de vós! O que Ele pede é um Amor puro, é um firme e inabalável Amor, é um Amor inalterado, constante, contínuo, que sempre cresce e nunca... jamais... esmorece, esfria, muda ou então vai para outra direção!
É um Amor assim, o que Deus espera de vós e quer de vós...
Deus espera de vós um Amor... que vos consumam inteiramente, que vos façam morrer a tudo o que é terreno, para que assim possais viver verdadeiramente para tudo que é Celeste.
Ele espera o vosso sim... Ele espera a vossa resposta... Ele chama os corações, mas a resposta é livre e somente eles podem dar... Deus espera de pé, diante de muitos corações, mas eles não tem se aberto ao Seu Amor e à Sua Graça.
Rezai, para que vós sejais capazes de aceitar o Amor de Deus, pois somente pela intensa Oração é que conseguis aceitar o Amor de Deus!
Sem a Oração o homem não pode, não consegue aceitar o Amor de Deus, nem abraçá-Lo, nem ser fiel a Ele, nem guardá-Lo consigo.
Por isso rezai!!!
Sem a Oração, não podeis viver!
Sem a Oração, não podeis nem mesmo, dizer sim a Deus!
Sem a Oração, não podeis manter o sim!
Sem a Oração não podeis viver, nem continuar, nem crescer no Amor de Deus!
Por isso tantas e tantas vezes, a Oração Aqui, vos foi recomendada, pois somente Ela vos torna capazes do Amor de Deus.
Este Amor... que vos elegeu, que vos escolheu para estardes Aqui, e serdes as almas privilegiadas que recebem este Amor diretamente do Céu. Este Amor que a vós tanto se deu, de vós, tanto mais amor aguarda e espera...
Eu estou aqui, diante de vós! Para ajudá-los com as Minhas graças, com o Meu amor e com a Minha proteção. Para que cada dia mais possais responder sim ao Amor de Deus, abraçá-Lo, vivê-Lo, amá-Lo, correspondê-Lo...
Eu prometo... a alma que Me invocar com confiança... e que se consagrar completamente à Minha poderosa proteção, que Eu a farei crescer no verdadeiro Amor de Deus até ele atingir a sua plenitude no Céu!
A todos, hoje, abençôo com Amor!...”
(Marcos Tadeu) “-Até breve amada Santa Bárbara!".
***
...RELEMBRANDO...
Jacareí, 24 de Fevereiro de 2008

MENSAGEM DE SANTA BÁRBARA

“-Irmãos caríssimos, Eu, BÁRBARA, Serva de DEUS, abençôo-vos hoje e digo-vos: Continuai obedecendo as Mensagens que o Céu vos manda aqui. Estas Aparições são sagradas, disse-vos muitas vezes e aqueles que as obedecerem, acharão Graças diante do ALTÍSSIMO e da Sua MÃE.
Não sejais rebeldes ao ensino que vos é dado do alto! Meus irmãos, aluninhos de DEUS e da VIRGEM MARIA, aplicai-vos bem, ao estudo destas Mensagens que vos são dadas, tão ricas de luzes e de tesouros para vós!... Para que vós sejais aprovados quando o SENHOR vier examinar e testar a todos!
A Sua chegada, a chegada do SENHOR é eminente! Não jogueis o vosso precioso tempo fora! Eu e os outros Santos, que viemos aqui e que ainda viremos e virão, estamos aqui para aplainar o caminho do SENHOR, que regressa a vós!...
Olhai para o alto das montanhas, eis O SENHOR que já vem!...
Ouvi a voz que desce a vós do alto da montanha... Preparai o caminho... Preparai o caminho do SENHOR.
A presença do SENHOR e da Sua MÃE, tornar-se-à cada vez mais forte, à medida que se aproximar a hora do regresso do SENHOR...
Preparai os vossos corações para receber, mantendo as lâmpadas das vossas almas, da fé, da oração, da penitência e da santidade sempre acesas!... Que o SENHOR quando vier,não vos encontre dormindo...
Eu, rogarei sempre por vós, e sempre vos cobrirei com o Meu manto, especialmente a ti Marcos, que Eu amo tanto! Que Eu tanto quero!
Vou agora nesse exato momento abençoar o SINO, que mandaste fazer para Minha honra, para Meu louvor!
Todas as vezes que for urgente chamar-Me e que precisardes urgentemente de Minha ajuda e socorro, tocai-o e Eu virei. Ele Me atrairá para vós e para este lugar, com o Meu socorro e as Minhas bênçãos! Sobretudo, o som deles afugentará os demônios, afugentará as chuvas fortes, os tufões e os furacões; e atrairá para vós todos copiosas bênçãos, especialmente sobre este lugar...
Sim! Quando o som deste tocar, Eu o ouvirei e virei a vós, para abençoar-vos e cobrir-vos com o Meu manto sagrado...
A paz Marcos...”

(Marcos Tadeu): "-A paz, querida Santa BÁRBARA...”

***
pesquisa no site
http://www.avisosdoceu.com.br/Mensagens_2009.php

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O QUE REALMENTE SOMOS...(sentimentos...)

''quando não houver mais ilusões,tão pouco a vestimenta carnal,nem matéria,quando tudo que restar-nos forem sentimentos..talvez,somente então,compreenderemos,a preciosidade,o valor,da virtude dos mesmos... ''
Ronita

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

SALMO 132


Salmo 132 - Para manter o equilíbrio e o pensamento firme nas orações, conservando a fé e a certeza de que tudo passa e que a vida permanecerá.



1 Lembra-te, Senhor, a bem de Davi, de todas as suas aflições;
2 como jurou ao Senhor, e fez voto ao Poderoso de Jacó, dizendo:
3 Não entrarei na casa em que habito, nem subirei ao leito em que durmo;
4 não darei sono aos meus olhos, nem adormecimento às minhas pálpebras,
5 até que eu ache um lugar para o Senhor uma morada para o Poderoso de Jacó.
6 Eis que ouvimos falar dela em Efrata, e a achamos no campo de Jaar.
7 Entremos nos seus tabernáculos; prostremo-nos ante o escabelo de seus pés.
8 Levanta-te, Senhor, entra no lugar do teu repouso, tu e a arca da tua força.
9 Vistam-se os teus sacerdotes de justiça, e exultem de júbilo os teus santos.
10 Por amor de Davi, teu servo, não rejeites a face do teu ungido.
11 O Senhor jurou a Davi com verdade, e não se desviará dela: Do fruto das tuas entranhas porei sobre o teu trono.
12 Se os teus filhos guardarem o meu pacto, e os meus testemunhos, que eu lhes hei de ensinar, também os seus filhos se assentarão perpetuamente no teu trono.
13 Porque o Senhor escolheu a Sião; desejou-a para sua habitação, dizendo:
14 Este é o lugar do meu repouso para sempre; aqui habitarei, pois o tenho desejado.
15 Abençoarei abundantemente o seu mantimento; fartarei de pão os seus necessitados.
16 Vestirei de salvação os seus sacerdotes; e de júbilo os seus santos exultarão
17 Ali farei brotar a força de Davi; preparei uma lâmpada para o meu ungido.
18 Vestirei de confusão os seus inimigos; mas sobre ele resplandecerá a sua coroa.
 

domingo, 21 de novembro de 2010

OXALÁ,MEU PAI!!


''OXALÁ,MEU PAI!
TEM PENA DE NÓS,TEM DÓ!
SE A VOLTA DO MUNDO É GRANDE,
SEU PODER AINDA É MAIOR!!!''

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

SALVE!O NAVEGANTE NEGRO!

SALVE O MESTRE SALA DOS MARES/ELIS REGINA

100 ANOS DE JOÃO CANDIDO (O MESTRE SALA DOS MARES)

 

Iiiiiiiiii...FAZ MUITO TEMPO!
“100 ANOS DE JOÃO CÂNDIDO (O MESTRE SALA DOS MARES),
HERÓI DA REVOLTA DA CHIBATA”.


Histórico/Sinopse.
Com suas raízes na Mãe África, filho de ex-escravos, nasce em 24 de junho de 1880, na cidade de Encruzilhada do Sul (RS), João Cândido Felisberto, aquele que mais tarde entraria para a história como o Almirante Negro, o Lider da Revolta da Chibata.
Em sua pré adolescência apresentou-se a Companhia de Artífices Militares e Menores Aprendizes no Arsenal de Guerra de Porto Alegre com a recomendação de um velho amigo o então capitão de fragata Alexandrino de Alencar. Desse modo, numa época em que a maioria dos aprendizes era recrutada pela polícia, João Cândido Felisberto alista-se com o número 40 na Marinha do Brasil (1894) aos treze anos de idade.
Entretanto, para que possamos entender melhor a história de João Cândido e da Revolta da Chibata – uma das poucas revoltas populares que atingiu seus objetivos no Brasil – é preciso voltarmos a 1910. Neste ano, no meio de uma grande instabilidade política, o militar Hermes da Fonseca é eleito para a presidência da República do Brasil..
Uma das instituições na qual o comportamento escravista dos seus superiores mais se evidenciava na época, era a Marinha de Guerra do Brasil. O uso do açoite como medida disciplinar continuava sendo aplicado nos marinheiros, como no tempo da escravidão. Todos eles, na sua esmagadora maioria negros, continuavam a ser açoitados às vistas dos companheiros, por determinação da oficialidade branca.Os demais marujos eram obrigados à assistir a cena infamante nos convés das belonaves. Com isto, criaram-se condições de revolta no seio da marujada. Os motivos principais eram: o descontentamento com os baixos soldos, a alimentação de má qualidade e, principalmente, os humilhantes castigos corporais. Estes haviam sidos abolidos no começo do século , acompanhando o final da escravidão, sendo depois reativados pela Marinha como forma de manter a disciplina a bordo. No Minas Gerais por exemplo, no dia da Revolta, o marinheiro negro Marcelino Menezes é chicoteado como escravo por oficiais, à frente de toda a tripulação. Segundo os jornais da época, recebe 250 chicotadas por ter trazido cachaça para bordo e ferir um companheiro a faca. Desmaia, mas o castigo continua. A rebelião então eclode. O movimento que vinha sendo articulado pelos marinheiros foi antecipado em face da indignação dos marujos contra o espancamento cruel de mais um companheiro.
Chefiados por João Cândido e outros tripulantes do Encouraçado Minas Gerais, navio capitânia da esquadra brasileira, organizaram-se contra a situação humilhante de que eram vítimas. Nos outros navios a marujada também adere à revolta.
Na noite de 22 de novembro de 1910, o novo presidente recebe a notícia: os canhões de alguns dos principais navios de guerra da Marinha brasileira – neste momento ancorados em frente a cidade, na Baía de Guanabara – apontam para a capital do Rio de Janeiro e para o próprio palácio de governo. As tripulações se rebelaram e tomaram os principais navios da frota.
Os marinheiros manobram a frota exemplarmente, como não acontecia sob o seu comando. O movimento articulado por marinheiros tem como porta-voz o timoneiro João Candido Felisberto.
Hasteiam bandeiras vermelhas e um pavilhão: “Ordem e Liberdade”. A frota inclui mais de 80 canhões que são apontados para a cidade. Alguns tiros de aviso chegam a ser disparados. Os marujos enviam um radiograma, onde apresentam ao governo suas exigências: querem o fim efetivo dos castigos corporais, o perdão por sua ação e melhores condições de trabalho.
O governo fica estarrecido. Supõe tratar-se de um golpe político das forças inimigas. O pânico apoderou-se de grande parte da população. Muitas pessoas fugiram. Somente em um dia correram doze composições especiais para Petrópolis, levando 3.000 pessoas.
A Marinha quer punir os revoltosos. O governo contudo cede. A ameaça à cidade e ao poder de Hermes da Fonseca são reais. Aprovam-se então as medidas que acabam com as chibatadas e um projeto que anistia os amotinados. Depois de cinco dias a revolta termina vitoriosa.
Os marinheiros em festa, entregam os navios. O uso da chibata como norma disciplinar na Marinha de guerra do Brasil, finalmente é extinto.
Os jornais da época anunciam o fim da revolta.Um dele, o Correio da Manhã, publica a manchete: “ TERMINOU, DEFINITIVAMENTE, A SUBLEVAÇÃO DOS MARUJOS”.
Logo, no entanto o governo trai a anistia. Os marinheiros começam a ser perseguidos. Surgem notícias de uma nova revolta, desta vez no quartel da Ilha das Cobras. O governo recebe plenos poderes do congresso para agir. A Ilha é cercada e bombardeada.
Cerca de 100 marinheiros são presos e mantidos nos porões do navio Satélite – misturados a ladrões, prostitutas e desocupados recolhidos pela polícia para “limpar” a capital – para trabalhos forçados na Comissão Rondon, ou simplesmente para serem abandonados na Floresta Amazônica. Na lista de seus nomes, entregues ao Comandante do Satélite, alguns estão marcados por uma cruz vermelha. São os que morrerão fuzilados e depois serão jogados em alto mar.
João Cândido embora não tenha participado do novo levante, também é preso e enviado para a prisão subterrânea da Ilha das Cobras, na noite de Natal de 1910, com mais 17 companheiros. Os 18 presos foram jogados em uma cela lavada com água e cal. A cela ficava em um túnel subterrâneo ( cujo final era o fundo do mar) separada por um portão de ferro. Fechava-a ainda grossa porta de madeira, dotada de minúsculo respiradouro. O Comandante do Batalhão Naval,capitão de fragata Marques da Rocha por razões desconhecidas, levou consigo as chaves da cela e foi passar a noite no Clube Naval, embora residisse na ilha. A falta de ventilação, a poeira do cal, o calor, a sede começaram a sufocar os presos, cujos gritos chamaram a atenção da guarda na madrugada de Natal. Por falta das chaves, o carcereiro não podia entrar na cela. Marques da Rocha só chegou à ilha às oito horas da manhã. Ao serem abertos os dois portões da solitária, só dois presos sobreviviam, João Cândido e o soldado naval João Avelino. O Natal dos demais fora paixão e morte. O médico da Marinha, no entanto, diagnosticou a causa morte como sendo “insolação”. Marques da Rocha foi absolvido em Conselho de Guerra, promovido a capitão-de-mar-e-guerra e recebido em jantar pelo presidente da República.
João Cândido continuou preso, às voltas com os fantasmas da noite de terror. O jornalista Edmar Morel (1979, p, 182) registrou assim o seu depoimento pessoal: “Depois da retirada dos cadáveres, comecei a ouvir gemidos dos meus companheiros mortos, quando não via os infelizes, em agonia, gritando desesperadamente, rolando pelo chão de barro úmido e envoltos em verdadeiras nuvens da cal. A cena dantesca jamais saiu dos meus olhos. Atormentado pela lembrança dos companheiros mortos, João Cândido é algum tempo depois internado em um hospício. Aos poucos ele se restabelece. É solto e expulso da Marinha. Os navios mercantes não o aceitam: nenhum comandante quer por perto um ex-presidiário, agitador, negro, pobre e talvez doido. Discriminado até o fim de sua vida, se recolheu no Município de São João de Meriti, mas viveu trabalhando sempre perto do mar, descarregando peixe na Praça XV até morrer de câncer no hospital Getúlio Vargas, em 1969, aos 89 anos de idade ,como simples vendedor de peixe.
Perdura certa controvérsia sobre a vida particular de João Cândido, precisamente no que toca à sua orientação sexual. Uma análise ponderada sobre o assunto é feita pelo historiador José Murillo de Carvalho em artigo na Revista de História editada pela Biblioteca Nacional, que conclui: “Os bordados revelam ainda que, do fundo de sua dor, João Cândido retirava corações, flores, borboletas, beija-flores.Em sua forma ingênua e espontânea...Muito embora o almirante negro tenha se casado e gerado doze filhos, existem detalhes de sua vida e pessoa que levam alguns historiadores a supor que ele tenha sido homossexual na prática.
A sua memória foi resgatada na década de 1970 pelos compositores João Bosco e Aldir Blanc, no samba “O Mestre Sala dos Mares”. Aliás segundo Aldir Blanc tiveram que fazer várias mudanças na letra quão perseguidos que foram pela censura da ditadura militar. Como diz a música, seu monumento estará para sempre “nas pedras pisadas do cais”. A mensagem de liberdade do “Almirante Negro” e seus companheiros resiste.
Em outubro de 2005, o deputado nacionalista Elimar Maximo Damasceno (PRONA/SP) apresentou o projeto de lei nº 5874/05, determinando inscrever o nome de João Cândido no “Livro dos Heróis da Pátria” no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo das Neves, na Praça dos Três Poderes em Brasília (DF).
Em 22 de novembro de 2007, foi inaugurada uma estátua em homenagem ao “Almirante Negro”, nos jardins do Museu da República, antigo Palácio do Catete, bombardeado durante a revolta. A estátua, de corpo inteiro, de João Cândido com o leme em suas mãos, foi afixada de frente para o mar. Como parte da solenidade, que teve a presença de várias autoridades, familiares e representantes dos movimentos sociais, foi exibido o filme Memórias da Chibata,de Marcos Manhães Marins, e feita uma exposição fotográfica da Revolta da Chibata, sob a curadoria do cientista político e juiz de direito João Batista Damasceno.
Em 24 de julho de 2008, 39 anos depois da morte de João Cândido Felisberto, publicou-se, no Diário Oficial da União, a Lei Nº 11.756 que concedeu anistia ao líder da Revolta da Chibata e a seus companheiros, idéia que partiu do Senado Federal e foi aprovada pela Câmara dos Deputados, em 13 de maio de 2008, dia em que se comemora a Abolição da Escravatura no Brasil. No entanto a lei foi vetada na parte que determinava a reintegração de João Cândido à Marinha do Brasil. O motivo do veto é que essa reabilitação “post mortem” importaria em impacto orçamentário para o qual a lei não apontou a referida fonte de custeio. Assim, uma vez que tal reconhecimento imporia à União o pagamento dos soldos atrasados e das promoções que lhe seriam devidas, bem como a concessão de aposentadoria e pensão aos seus dependentes, nesse particular a lei foi vetada por ser contrária ao interesse público, no julgamento da equipe do governo federal.
Hoje, João Cândido, o Almirante Negro, com sua dignidade de um mestre sala (imagem que preservamos em nossas mentes pelo seu jeito de caminhar e a sua forma cortês de se comunicar), já não tem só como monumento as pedras pisadas do cais,segundo a grande homenagem prestada por João Bosco e Aldir Blanc autores do Magnífico Samba “ O Mestre Sala dos Mares”, mas sim a sua estátua transferida dois anos depois para a Praça XV de Novembro, onde trabalhou até morrer como vendedor de peixe. Parabéns ao GRES UNIÃO DA ILHA DO GOVERNADOR que também imortalizou o “Almirante Negro” no carnaval de 1985 com o Tema: “ UM HERÓI, UM ENREDO, UMA CANÇÃO” do carnavalesco Luis Orlando. Hoje, comemorando os 100 anos deste grande herói nacional, a Flor de Iguaçu , ao som de sua bateria junta-se aos compositores: João Bosco , Aldir Blanc e a União da Ilha, com suas mocinhas francesas, jovens polacas e mil batalhões de mulatas para saldar o Almirante Negro dando glórias aos piratas, as mulatas as sereias, a farofa, a cachaça as baleias e a todas as lutas inglórias que jamais esqueceremos .
Iiiiiiiiii...FAZ MUITO TEMPO!
Ananguê.

Nova Iguaçu, 24 de junho de2009.
pesquisa no site  http://www.ananguengoladjanga.com/candomble/joao_candido.html

CURIOSIDADES (20 DE NOVEMBRO DIA DA CONCIÊNCIA NEGRA)

 

"CURIOSIDADES"

Dados PNDA/IBGE:Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
A diferença de estudos entre brancos e negros é de 2,3 anos nos anos médios.
  • 22 Milhões de brasileiros que vivem abaixo da linha de pobreza extrema ou indigência 70% são negros.
  • 53 milhões de pobres do país , 63% são negros.
Segundo o Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
  • 52,1% dos brasileiros se declaram brancos.
  • 40,5% são pardos.
  • 5,9% se dizem pretos.
  • Amarelos e indígenas somam 1,5% da população.
RENDIMENTO MÉDIO EM SALÁRIOS MÍNIMOS
  • 6,3% - HOMEM BRANCO
  • 3,6% - MULHER BRANCA
  • 2,9% - HOMEM NEGRO
  • 1,7% - MULHER NEGRA
  • O Brasil é o maior país do mundo em população negra fora do continente africano, último a abolir a escravidão. Foi o que mais importou africanos, aproximadamente 4 milhões de pessoas. No continente africano, a Nigéria fica em primeiro lugar com a maior população negra do mundo.

VOCES CONHECEM ZUMBI DOS PALMARES::?(20 DE NOVEMBRO DIA DA CONCIÊNCIA NEGRA)

 
Vocês conhecem Zumbi?

Salve Zumbi!Zumbi dos Palmares foi homem de carne e osso, não é lenda.
Foi um guerreiro libertário de si, e do negro no cativeiro.
Do povo afro brasileiro, antes escravo.
Zumbi dos Palmares foi o líder maior da resistência contra a tirania dos senhores das senzalas. Não é fantasma que vaga na noite, é a consciência negra viva hoje.
A defesa do negro não foi só capoeira, pau de aroeira feito lança, arma de fogo, arma branca.
Ele tocava seus tambores e jogava sua dança, entoava seu canto.
Exibia sua voz que seduzia.
Sua alma saia pela boca.
Seu corpo esfarrapado.
Percorria um tipo de magia, que iludia a dor do ser escravo.
Negro teve que ter muita ginga, pra ver nos ares um que de liberdade que tardia.
Sua carta de alforria, seu direito, sua cidadania.
Se o negro ainda sofre a desigualdade social nesse país, sua luta continua inspirada em Zumbi. Salve, Salve, Zumbi!
Vocês conhecem Zumbi
Ele foi o herói!
Negro, o Zumbi grande chefe guerreiro
Nunca mais o navio negreiro
Seu castelo um quilombo aonde se esconde um guerreiro afro brasileiro
O Zumbi não quis ser prisioneiro
Disse não ao senhor cativeiro
Na senzala falava, gritava Liberdade, liberdade!
Vocês conhecem Zumbi
Ele foi o herói!
Epa! Super-homem aranha sem teia
Em palmares era capoeira.
O direito divino que pensa que dança ao som da corrente quebrada
Do chicote não resta mais nada
Ficou fora da lei chibatada
Grita negro sem medo enredo sem medo
Liberdade Liberdade!
Epa!
Grande chefe afro brasileiro
Super-homem aranha um negro
Que não tinha espada lutava
Contra o preconceito, sua casa é
Palmares Sem Corrente, sem patrão que bate
Sinhozinho que pensa que sabe
Luta negro, pra ter respeito
Liberdade Liberdade!
É vocês conhecem Zumbi
Então diz aí, diga aqui, diga em todo lugar
Fala do Zumbi, na escola...
Pátria sem memória
Tá só ti ti ti no bla bla bla
Ignora o seu talento, o sofrimento e o gosto da vitória
Fala aí pro seu guri
Num bate papo, conta essa historia
Daí fala pro rebento, fala de Zumbi
Da verdade da luta do negro pela igualdade
O respeito a amizade
Grita, grita! Liberdade, Liberdade!
Ele foi o herói!
(Composição: Alexandre Pires / Luis Silva / Cláudio Rosa)

AS SEM-RAZÕES DO AMOR/CARLOS DRUMONTH DE ANDRADE

AS SEM-RAZÕES DO AMOR


Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabe sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.
Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.
Eu te amo porque te amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.
Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor

RECEITA DE ANO NOVO/CARLOS DRUMONTH DE ANDRADE

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)
Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

PARA VIVER UM GRANDE AMOR/(VINICIUS DE MORAES)

Para Viver Um Grande Amor
Vinicius de Moraes

Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é de colher... — não tem nenhum valor.

Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo", que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.

Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.

Para viver um grande amor, il faut além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.

É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...

Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?

Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer "baixo" seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor.

É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que — que não quer nada com o amor.

Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva oscura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor.

Texto extraído do livro "Para Viver Um Grande Amor", José Olympio Editora - Rio de Janeiro, 1984, pág. 130.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

ORAÇÃO DO PERDÃO/(HOJE,DIA DOS FINADOS...02/11/2010)


Paz a todos!!!







Pai, quando eu for chamado para junto de Ti, quero partir com o coração aliviado de qualquer sentimento menor que possa reter-me ao vale de lágrimas onde me encontro hoje.






Ah, Meu Deus, que nada do que já vivi e ainda vivo seja obstáculo à minha felicidade amanhã!...






Quando eu me for, quero alçar vôo como fazem as aves que planam livres por sobre as misérias humanas, e que não pousam no chão senão para buscar o alimento que as mantém fortes nas alturas!...






Quando meus olhos se cerrarem à ilusão da carne, é de minha vontade que eu me distancie do mundo com a leveza das almas experimentadas na forja das provas árduas, sem que o peso dos sentimentos menores impeça meu anseio de libertação!






Desejo, Pai, libertar-me, sendo fiel à Tua lei de amor e de perdão!






Eu compreendo que a Terra é a escola onde Tu nos prepara para a angelitude!...






Eu compreendo que o sofrimento é a lição que nos faz avançar para a glória ou estacionar na senda de novas e mais dolorosas provas!...






Eu compreendo que tudo é seleção: os laços, a estrada, os acontecimentos...






De minha atitudes colherei bem ou mal; com minhas decisões talharei o que serei amanhã.






Alegrias infinitas ou sofrimentos sem conta nascem unicamente de meus atos, a revelia do que os outros me fazem ou deixam de fazer...






Por isso, Pai, conduz meu pensamento de tal sorte que, quando chegar minha hora, nada do que vivi possa retardar-me o passo ou prender-me outra vez ao sombrio grilhão da dor.






De todos os momentos experimentados, que eu carregue comigo apenas aqueles que me proporcionaram coisas úteis e felizes.






Que os infortúnios e mágoas do passado não sejam mais peso em meu coração, a impedir a realização dos mais ardentes anseios de felicidade e sublimação!...






As lágrimas que me fizeram verter - eu perdôo.


As dores e as decepções - eu perdôo.


As traições e mentiras - eu perdôo.


As calúnias e as intrigas - eu perdôo.


O ódio e a perseguição - eu perdôo.


Os golpes que me feriram - eu perdôo.


Os sonhos destruídos - eu perdôo.


As esperanças mortas - eu perdôo.


O desamor e a antipatia - eu perdôo.


A indiferença e a má vontade - eu perdôo.


A desconsideração dos amados - eu perdôo.


A cólera e os maus tratos - eu perdôo.


A negligência e o esquecimento - eu perdôo.


O mundo, com todo o seu mal - eu perdôo.










A partir de hoje proponho-me a perdoar porque a felicidade real é aquela que nasce do esquecimento de todas as faltas!...










No lugar da mágoa e do ressentimento, coloco a compreensão e o entendimento; no lugar da revolta, coloco a fé na Tua Sabedoria e Justiça; no lugar da dor, coloco o esquecimento de mim mesmo; no lugar do pranto coloco a certeza do riso e da esperança porvindoura; no lugar do desejo de vingança, coloco a imagem do Cordeiro imolado e o mais sublime dos perdões...






Só assim, Pai, se um dia eu tiver que retornar à carne, poderei me levantar forte e determinado sobre os meus pés e não obstante todos os sofrimentos que experimentar, serei naturalmente capaz de amar acima de todo desamor, de doar mesmo que despossuído de tudo, de fazer feliz aos que me rodearem, de honrar qualquer tarefa que me concederes, de trabalhar alegremente mesmo que em meio a todos impedimentos, de estender a mão ainda que em mais completa solidão e abandono, de secar lágrimas ainda que aos prantos, de acreditar mesmo que desacreditado, e de transformar tudo em volta pela força de minha vontade, porque só o perdão rasga os véus sombrios do ressentimento e da revolta, frutos infelizes do egoísmo e do orgulho, libertando meu coração no rumo do bem e da paz, do amor verdadeiro e da felicidade eterna!










Assim seja!


(Psicografia Instituto André Luiz, 08.03.2003)
Related Posts with Thumbnails